Voltando ao Brasil pela primeira vez

Fim de tarde de um dia qualquer, no Campo Limpo - SP. Foto minha mesmo.

Fim de tarde de um dia qualquer, no Campo Limpo – SP. Foto minha mesmo.

Sim, notícias do Brasil! Agora estou em Cartagena de novo, mas estive por 15 curtos dias em São Paulo. Depois de 5 meses fora, fui para uma visita. Minha primeira impressão foi justamente essa, de surpresa em me dar conta que eu já tinha ido embora há 5 meses. As pessoas me perguntavam há quanto tempo eu estava aqui e a primeira vez que respondi tive que contar umas 3 vezes pra ter certeza. É incrível como o tempo passa rápido! E depois desses dias lá, na verdade, em março faz 6 meses que estou em Cartagena.

A percepção disso também é uma coisa curiosa. Ao mesmo tempo que tenho a sensação que passou rápido, sinto o peso desses meses na saudade que eu sinto de todo mundo, no cansaço do cotidiano de trabalho, na busca em tentar organizar meus planos e atividades. Talvez esteja na hora de fazer um balanço disso tudo.

Minha segunda impressão foi matar a saudade do Brasil. Só de ouvir as pessoas falando em português no aeroporto, quando cheguei, me deu uma sensação de estar em casa. E quem me conhece sabe que não sou tão fã de São Paulo, mas todo o percurso do aeroporto até em casa, ver a cidade com todas suas luzes, grafites, pessoas, edifícios, tudo isso me deu uma felicidade enorme! E depois, durante os dias seguintes, ao sair e conversar com as pessoas. Gosto muito da Colômbia, acredito que me adaptei bem aqui, respeito muito a cultura e as pessoas, mas não há lugar como o Brasil! E eu não precisaria estar em São Paulo, na minha casa, no Campo Limpo, poderia ser em qualquer lugar do Brasil, eu me sentiria da mesma forma.

Enquanto vivo em Cartagena, às vezes me lembro de uma cena do filme Terra Estrangeira (filme que recomendo muito!), em que uma das personagens, a Alex (interpretada pela Fernanda Torres) diz que queria voltar para casa. Ao ser perguntada onde é sua casa, ela responde que poderia ser qualquer lugar, até debaixo do Minhocão. O Brasil era sua casa. É assim que eu me sinto. Muitas pessoas que se mudam de país dizem que com o tempo se acostumam, que sentem falta, mas tudo bem. E eu acho que é assim pra grande parte, mas não pra todo mundo. É claro que sim, claro que você se acostuma. Mas acho que pra alguns a saudade bate um pouco mais forte. E acho que estou entre esse “alguns”. Estar temporariamente fora do país me faz viver em paz e acostumada. Mas não ter a perspectiva de voltar, seria terrível.

Também foi muito bom poder matar a saudade de todo mundo! Mamãe, papai, irmãos, Baleia, amigos… Que bons momentos passei com todos eles! Era muita saudade acumulada, que eu já comecei a sentir de novo no mesmo dia que voltei para cá.  Mas foi bom voltar e ver como tudo entre nós continua igual, que a distância não muda a amizade quando é verdadeira. Comer a comida de casa, comer as comidas que não tem aqui, ver e ouvir novidades… Sou muito grata pela quantidade de pessoas especiais e queridas que tenho em minha vida, entre amigos e família.

Também pude ter alguns dias de “férias”, sem muito trabalho, sem preocupações com horários. Essa é uma das melhores coisas da vida, não ter que se preocupar com prazos e horários. Todo mundo deveria poder viver assim, o mundo seria muito melhor. Chegar aqui e ter que trabalhar já me dá um pouco de desânimo, pois ainda não tenho meu tempo organizado da forma que quero. Mas OK, uma coisa de cada vez.

Mas chegar aqui também teve seu lado bom, que foi matar as saudades enormes do Cristian, que transformaram esses 15 dias tão rápidos e insuficientes para estar em meu país com minha família e amigos, ao mesmo tempo em tão longos por estar longe dele. Queria que um gênio da lâmpada aparecesse e eu pudesse desejar ter tudo isso em um lugar só neste momento. Mas a vida pede um pouco mais de calma, como diria Lenine.

Mais notícias em outros momentos. Abraços.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s