Minhas séries do momento #1

procrastinação

Eu estive ocupada, procrastinando o dia todo.

Esse blog surgiu, entre outras coisas, de um momento de procrastinação, mas eu quase não falei mais dos meus ócios criativos por aqui, né? Resolvi contar todas as coisas que ando fazendo quando, na verdade, deveria fazer outras. O que se resume basicamente em ver séries e filmes. Mas vou deixar os filmes para uma outra postagem, porque realmente merecem um espaço separado. Tenho visto séries novas e velhas enquanto espero pela volta de Game of Thrones e Hannibal, que são as séries que eu mais gosto no momento e que, infelizmente, demoram muito para voltarem com novos episódios. Quis começar a assistir coisas novas, para ver se achava algo legal e empolgante, mas a verdade é que depois de Breaking Bad, nada conseguiu ser tão bom, na minha opinião. Mas tem coisas bem legais. No momento estou assistindo:

Better Call Saul – Quem assistiu Breaking Bad sabe que essa série se trata de um spin off. Saul Goodman, o advogado de Breaking Bad ganhou uma série só para ele, que conta sua história, como ele chegou onde o conhecemos em Breaking Bad. Esperava por essa série desde quando anunciaram que iam fazer, mas tentei não criar muita expectativa, porque imaginava que apesar de ser dos mesmos produtores de BB, não seria tão boa quanto ela. De fato, quando comecei a assistir o primeiro episódio, achei meio chato, mas o final dele já me deixou animada e não consigo parar de ver. Amanhã irá ao ar o último capítulo da primeira temporada e já estou triste em ter que esperar pela volta. Está sendo bem interessante conhecer vários lados desse personagem tão carismático que não à toa ganhou sua própria série. Nota 10 para Better Call Saul, por enquanto.

Modern Family – comecei a assistir, porque queria uma série cômica. Desde que terminou How I met you mother, me fazia falta dar umas risadas. No começo, achei chata e cheia de clichês. Inclusive, considerei a parar de ver. Mas eu tenho uma coisa atualmente: preciso ver algo enquanto almoço. Parece maluquice, eu sei. Mas almoço sozinha todos os dias durante a semana, na minha casa, que é um apartamento pequeno. Não tenho com quem conversar nesse momento e odeio comer olhando para a parede, então eu aproveito o tempo do almoço para assistir alguma coisa. Mas não queria uma série que tivesse episódios longos, para não procrastinar mais do que já faço, então para ser bem sincera, continuei assistindo Modern Family apenas por isso, era um momento de distração durante meu almoço. Aos poucos, já pela segunda temporada, comecei a gostar e hoje me pego querendo ver vários episódios seguidos, porque me divirto muito. O que eu acho legal da série é que ela tem essa coisa de ser um pseudo documentário sobre a família, o que dá uma dinâmica bem legal, especialmente em relação ao passar do tempo na história. Não tem uma linha cronológica a seguir com tanta rigidez, não fica preso em uma história nunca, isso é legal porque não é nada cansativo. Minha nota pra essa série é 9.

House of Cards  – tenho ódio dessa série. Na verdade, tenho ódio do personagem principal, Francis Underwood e isso me faz ter raiva da série.  Comecei a ver por causa de todos os comentários ótimos sobre ela, fiquei curiosa para ver se era tudo isso mesmo. Não achei que é tudo isso mesmo. Quero dizer, não acho uma série empolgante e às vezes tenho preguiça de episódios tão longos. Mas além disso eu odeio o Francis, odeio que ele se dê bem em todas as manipulações que faz e os crimes que comete. E às vezes penso que eu odeio mais ainda por saber que é assim que as coisas funcionam mesmo, embora eu acho que a série deixa a desejar em alguns aspectos políticos. Por exemplo, em relação aos movimentos sociais, que quando aparecem na série são como simples massa de manobra. Parece que tudo, de fato, só acontece porque o Francis quer, como se não houvessem outras forças atuantes… Enfim, me decepcionei um pouco, acho que criei muita expectativa por causa dos comentários positivos sobre a série. Por que continuo vendo? Porque nisso a série é boa, em fazer você querer saber o que vem a seguir na história. Tenho assistido 2 episódios por semana,mais ou menos, então vou bem lentamente, terminando a primeira temporada agora. Nota 6 pra House of Cards.

Resurrection – Essa é outra série que vou bem devagar, porque já me deu preguiça. A história é interessante e comecei a ver justamente por causa disso. De repente, pessoas que morreram há muito tempo voltam como se nada tivesse acontecido, gerando várias questões para a cidade, para as famílias, etc. É uma série bem misteriosa, dessas que ficam fazendo a gente pensar em teorias malucas para responder as perguntas. Mas, não sei por que, não conseguiu me empolgar. Não fico naquela ansiedade para ver os próximos episódios logo e descobrir o que está acontecendo. Às vezes fico vários dias sem nem lembrar da série. Minha opinião é que na tentativa de criar suspense, eles enrolam muito na história. Mas, bem, vale a pena. Minha nota pra essa série é 7.

Lie to me – Faz duas semanas que comecei a assistir, só vi uns 4 episódios, então não dá para avaliar ainda. Estou gostando, mas sem muita empolgação. É uma série em que os episódios têm uma estrutura mais ou menos igual, como em CSI, House, essas séries em que sempre se tem um caso para resolver e existem as histórias paralelas dos personagens principais. É sobre um cara e a equipe dele que consegue resolver casos percebendo se as pessoas estão ou não mentindo. Ele é um profissional nisso, então consegue ler expressões faciais e gestos que podem passar meio despercebidos, mas que dizem muito. Por enquanto minha nota é 6.

Além dessas séries novas, continuo vendo Supernatural e Grey’s Anatomy, que são séries que assisto desde quando começaram e é só por isso que continuo vendo até hoje. Pois, na verdade, depois de tantos anos já se transformaram em séries completamente diferentes e um tanto quanto chatas. Espero que acabem logo, mas não tenho muita esperança, porque pelo menos Supernatural já confirmou outra temporada depois da atual. Sou contra essa coisa de ficar colocando infinitas temporadas porque está dando audiência, porque fazendo isso os produtores acabam com a história da série. Não é legal.

Vocês devem estar pensando: Sarah, você está com tempo na vida, assistindo esse monte de coisas. Não, não estou. E acho que não estou porque geralmente fico vendo esse monte de coisas e atraso coisas importantes. Mas continuo achando que momentos de ócio criativo (prefiro chamar assim, =p) são muito importantes para o desenvolvimento de um bom trabalho. Estou buscando séries que não sejam estadunidenses, mas ainda não encontrei uma que realmente me interesse. Aceito indicações.

E vocês, o que têm visto ultimamente?

Anúncios

3 comentários sobre “Minhas séries do momento #1

  1. Pingback: Minhas séries do momento – Procrastinações #3 | Sarices

  2. Saritaaaa! Vc tá assistindo muito mais séries do que eu, haha. Depois de três meses sem internet, voltando ao meu estado natural ainda. Grey’s Anatomy tb assisto pelo costume, mas que a Shonda adooora um dramalhão, ai meo pai! To vendo as temporadas de Hora de Aventura que gosto muito, e me pego vendo Girls. Sim, assisto com peso na consciência de estar perdendo tempo com pessoas bem fúteis, mas é a atração pelo diferente, só pode. Fora a espera de Game of Thrones.

    Essa Ressurrection também vejo, mas a versão francesa. Me pareceu bem melhor, com o peso do drama francês. Com americanos ficou bem mais leve, sem muita emoção. Les revenants me parece melhor estudada e executada. Better call Saul vou tentar também, agora com o Netflix tudo fica mais fácil. E também tentarei Orange is the new black. Não curto muito comédia, mas tentarei.

    São muitas procrastinações, gentes!

    • Hahahahahaha… Livita, a atração pelo diferente e pelo “fútil” também é legal. tudo vale a distração.

      Ai, Resurrection é uma versão de Les revanants? Lembro que vc me falou dela, mas nunca baixei para ver (e não tem no Netflix, eu acho) hahaha… vou procurar, agora de verdade. Imagino que deva ser melhor.

      Também quero assistir Orange is the new black. Mas preciso terminar pelo menos uma dessas aí. E agora volta Game of Thrones, deos!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s