Viajar para Cartagena de Indias: viagem de baixo custo

DSC03726

Aviso: Essa publicação está muito grande, porque procurei explicar com detalhes os valores para hospedagem, alimentação, transporte e passeios. Se você não tem paciência para ler, sinto muito, esse post não é para você. Você pode ir até “conclusão” e ver o valor final a que eu cheguei, mas não sei se isso vai te ajudar muito, na verdade.

Por causa de algumas publicações sobre Cartagena aqui no blog e no Nossa América Latina, tenho recebido mensagens parecidas sobre viajar para Cartagena. Como já falei para vocês aqui, as publicações sobre as viagens que faço foram direcionadas para o Nossa América Latina. Porém, como a maioria me contatou por aqui e porque o foco do NAL é outro, resolvi publicar a resposta aqui mesmo. Prometo avisar para vocês sempre que tiver postagem nova lá sobre algo relacionado a viajar para Cartagena e vocês também podem seguir os dois blogs para não perderem nada.

Bem, para não enrolar, vou começar a responder à pergunta mais feita ultimamente: quanto vou gastar, em média, em uma viagem sem luxos para Cartagena?

Começo dizendo que essa resposta é um pouco subjetiva. Por quê? Bem, a noção do que é “sem luxos” pode variar um pouco. Por exemplo, para algumas pessoas, pagar até R$ 150 em uma diária de hotel poderia ser considerado sem luxos. Para outras, pagar no máximo R$ 70 em uma diária seria considerado sem luxos. Percebam que não é algo que dá para responder com tanta clareza. Então optei por um critério super subjetivo, que é me basear em minhas próprias experiências de viagens.

Como vocês que me fazem essa pergunta, eu também não tenho dinheiro. Mas amo viajar e, por isso, procuro sempre fazer viagens de baixo custo, para economizar e, ao mesmo tempo, não deixar de aproveitar tudo o que a viagem pode me oferecer. Em uma viagem de baixo custo, eu busco basicamente por algo que atenda as minhas necessidades básicas de maneira confortável e confiável. Nem sempre vai ser o mais barato, embora eu sempre busque o mais econômico possível, mas certamente não será o mais caro. Dito isso, vamos pensar, então, o quanto eu gastaria se viesse para Cartagena em uma viagem de baixo custo de sete dias. Vamos dividir os gastos por área.

 

1 – Hospedagem

A melhor maneira de economizar com hospedagem é não pagando, certo? Se você participa de intercâmbios como Couchsurfing, pode ser uma boa opção. Eu não sou cadastrada no site e nunca utilizei nada parecido, então minha primeira opção seria um hostel.

Em uma busca rápida em sites de hospedagem como Booking, é possível encontrar hostels com o preço total de 7 diárias a partir de R$ 158 reais, para cama em dormitório, com banheiro compartilhado. O preço varia e pode chegar a R$ 316, ou mais, dependendo do hostel e dependendo do tipo de quarto. Eu procurei superficialmente entre os primeiros resultados e escolhi um que provavelmente eu toparia me hospedar por causa da localização e porque as fotos me deram a impressão de ser um lugar legal. O preço dele é R$ 249 pelas sete diárias, em quarto dormitório. É esse o valor que vou considerar para minhas contas finais.

Para quem vai viajar em casal, o quarto duplo em hostel apareceu com preços desde R$ 277 pelas sete diárias. Entre as opções que apareceram em minha busca eu escolheria, mais uma vez, pela localização e pelo que as fotos me mostraram (e por ter um banheiro privativo), um que ficaria por R$ 583 as sete diárias.

Obviamente existem opções um pouco ou muito mais caras, mas estamos pensando aqui em uma viagem de baixo custo, certo? Não foram as opções mais baratas que apareceram na minha pesquisa, mas como eu falei, nem sempre o mais barato é o melhor. Por exemplo, a questão da localização é algo que considero importante. É possível achar lugares mais baratos e longe do centro, mas isso não me fará gastar com transporte? Então não é melhor pagar um pouco mais caro e fazer a maioria dos passeios caminhando? Eu acho que vale a pena.

Para saber quais as melhores regiões para se hospedar em Cartagena, leia o item 6 dessa publicação aqui.

2 – Transporte

Já que falamos em transporte, vamos imaginar o quanto seria gasto, em média, nesse quesito.

Considerando estar hospedada no centro histórico, ou em Getsemaní, que é um bairro ao lado do centro, a maioria dos passeios eu faria a pé. No centro histórico há muitos museus para visitar, igrejas, o próprio caminho das muralhas, tudo isso é possível fazer a pé, significa que você não precisará gastar com transporte. Para as saídas à noite a restaurantes, passeios noturnos, baladas, também é possível fazer a pé, se você estiver hospedado no centro. Não se preocupe, porque não é um lugar perigoso para andar. Mas se à noite, por algum receio, você preferir pegar um táxi para voltar para o hotel, o preço mínimo da corrida é de $ 6.000, aproximadamente R$ 8. Devido ao horário e porque os taxistas aqui nunca respeitam o valor mínimo, é provável que você chegue a gastar até $ 10.000 (mais ou menos R$ 12).

Pensando no cálculo final, eu vou considerar o que eu faria nessa situação, que é caminhar, então não gastaria nada.

Para os passeios que não estão localizados no centro histórico, como as praias dentro da cidade, minha recomendação é que usem o taxi, pois o sistema de transporte público aqui em Cartagena infelizmente é muito desorganizado. Nesse caso você pode chegar a gastar até $ 10.000 de táxi para se deslocar do centro a Bocagrande, por exemplo, que é um bairro onde tem praias. Isso é aproximadamente R$ 12. Vamos supor que dos sete dias de permanência na cidade eu faça 5 dias de passeios em que precise sair do centro histórico, vou gastar mais ou menos R$ 120 de táxi (considerando ida e volta).

Se mesmo assim você quiser se arriscar a andar de ônibus pela cidade, o valor da passagem é de $ 2.000 para os ônibus circulares entre os bairros e para os ônibus do sistema Transcaribe (um sistema de corredores de ônibus). Pretende-se que futuramente o Transcaribe seja o único sistema de transporte de ônibus na cidade e ele é muito organizado e rápido, mas infelizmente não está funcionando em sua totalidade ainda e nas estações não há praticamente nenhuma informação. Os demais ônibus funcionam de uma maneira muito desorganizada (não há ponto de ônibus, não há placas, nada como conhecemos no Brasil), por isso eu não recomendo para um turista, porque pode ser complicado e fazer você se perder. Mas, claro, a decisão é sempre sua. Na minha análise subjetiva de gastos, eu usaria o taxi para passeios fora do centro histórico, por isso vou acrescentar esse valor na minha soma final de gastos, OK?

3 – Alimentação

Comer em Cartagena não é tão caro. Tanto no supermercado quanto na rua, ou em restaurantes, os preços são bem menores em relação ao Brasil. Obviamente, se você quiser ir a um restaurante mais chique, de alguma culinária específica, vai pagar mais caro. Nesses restaurantes um prato pode custar a partir de $ 40.000 (aproximadamente R$ 40). Mas como estamos pensando em uma viagem de baixo custo, vamos pensar nos preços médios de comida.

Em um restaurante comum é possível encontrar almoços completos por $ 15.000, em média, ou seja, mais ou menos R$ 17. Se você estiver atento a todas as portinhas de restaurantes do centro histórico e do bairro Getsemaní, pode encontrar até mais barato, por $ 8.000, $ 10.000 ou $ 12.000. Mas vou considerar aqui o preço médio. Vamos supor que dos sete dias de passeio, eu gaste com almoço durante 5 dias (porque como veremos a diante, há passeios que incluem almoços). Nesse caso, eu gastaria R$ 85 de almoço. Nos restaurantes comuns também vendem comida típica, não se preocupem.

Se eu resolvesse jantar todos os dias, com esse mesmo preço, o valor seria mais caro. Mas não acredito que todo mundo vá querer comer as mesmas coisas no almoço e na janta, especialmente se tiver com o orçamento mais apertado. As opções de comida rápida são infinitas. Se você não se importa de comer comida de rua, pode encontrar hambúrgueres, lanches, arepas, porções individuais de pizza, saladas de frutas por preços que variam de $ 2.500 a $. 12.000 (ou seja, de mais ou menos R$ 4 a R$ 14). Para imaginar isso no cálculo final, vamos supor que durante os sete dias, em apenas 3 eu comeria uma refeição completa durante a janta e nos outros eu comeria lanches de R$ 10. Nesse caso, para a janta eu gastaria ao todo R$ 91.

Não estou considerando o café da manhã porque ele seria servido no hostel. Mais um requisito a considerar na hora de procurar hospedagem. Ainda que ele sirva um café da manhã simples, é uma refeição a menos que você deverá se preocupar em gastar na rua.

Para pequenos lanches no decorrer do dia, minha recomendação é que você vá a um supermercado e compre frutas, biscoitos, o que queira, pois como falei, essas coisas costumam ser baratas por aqui. Assim, você evita gastar mais na rua e não passa fome também. Se você tiver a opção de cozinhar no hostel, pode também fazer um almoço rápido em alguns dias da semana e economizar um pouco mais.

4 – Passeios

Essa é uma das partes mais caras da viagem. Existem passeios gratuitos, como as praias dentro da cidade, o passeio pelas muralhas e alguns museus que podem, eventualmente, ter entrada gratuita. A seguir, vou apresentar uma lista dos principais passeios turísticos em Cartagena e o preço de entrada, ou que geralmente as empresas de turismo cobram.

– Castillo San Felipe: $ 18.000 (~ R$ 20)

– Esse é o valor de entrada. Na porta do Castelo alguns guias ficam oferecendo serviços, que você pode contratar se quiser, o preço vai depender de cada guia. Vale a pena uma visita guiada? Sim. Mas nós, pessoas sem grana, vamos dispensar o guia dessa vez e vou acrescentar na soma total apenas o valor da entrada. Uma dica bacana: a entrada do Castelo (e de todas as fortificações e do Museu Histórico de Cartegena) é gratuita todo último domingo do mês, exceto nos meses de dezembro, janeiro, junho e julho, que são períodos de alta temporada.

– Convento de la Popa: $ 11.000 (~ R$ 13)

– Esse é o valor da entrada. Para chegar, será necessário contratar um transporte privado ou ir de táxi, pois o transporte público não chega lá. Caso você vá de táxi, pode combinar com o motorista para que te espere, pois não vai ser fácil encontrar táxi lá em cima depois. Um taxista que te leve, espere seu passeio e te traga de volta cobraria aproximadamente $ 90.000. Outra opção seria subir de táxi e esperar eu outro apareça para fazer o caminho de volta. Nesse caso, cada trajeto custaria mais ou menos $ 10.000. Para nossa conta final, vamos ficar com a segunda opção, então o trajeto de ida e volta seria ao todo $20.000 (~R$ 26). Mas é preciso deixar claro que nessa segunda opção o tempo de espera para voltar para o centro pode ser longo, porque vai depender de um táxi subirpara levar outras pessoas, por exemplo. Mas como estamos pensando em uma viagem de baixo custo, será essa nossa opção.

– Islas del Rosario (day use): $ 160.000 (~ R$ 200)

– Esse seria o preço médio oferecido pelas agências de turismo para passar o dia na praia, utilizando a infraestrutura de um hotel. O passeio inclui almoço e uma visita pelo arquipélago. O preço pode variar dependendo da agência de turismo.

– Playa Blanca (por terra): $40.000 (~R$ 62)

– O passeio até Playa Blanca é feito por uma agência e o transporte pode ser de van ou ônibus. Não inclui almoço. O almoço na praia custará em média $ 20.000 (R$ 26). Há pouco tempo está proibido levar comida para Playa Blanca, então a única opção é mesmo comprar lá. Mas como os pratos aqui costumam ser fartos, se você estiver acompanhado, pode dividir entre duas pessoas. Para a conta final, estou calculando o valor para uma pessoa.

– Playa Blanca e Islas del Rosario: $ 60.000 (~ R$ 80)

–  Existe a opção de fazer o passeio das Islas del Rosario e Playa Blanca de uma vez só, no mesmo dia. O valor médio oferecido pelas agências turísticas é esse acima, incluindo o almoço. Obviamente, sai mais em conta fazer esse passeio conjunto, mas você precisaria avaliar se gostaria disso, já que por incluir mais lugares, a parada em cada um deles é por poucas horas e talvez você não aproveite as praias como gostaria. Pode ser uma boa opção para quem vai viajar com menos tempo. Para minha conta final, vou calcular os passeios separados, OK?

– Museus:  $ 31.000 (~ R$ 41)

– Esse é o valor médio para a entrada dos principais museus de Cartagena (o valor total). Lembrando que no último domingo do mês a entrada para o Museu Histórico é gratuita. O Museu do Ouro tem entrada gratuita sempre. Para nosso cálculo final, vou usar o valor acima, considerando que me interessaria visitar todos os museus.

– Vulcão de Totumo: $ 5.000 (~ R$ 7)

– O vulcão de Totumo não fica localizado em Cartagena, então para chegar até lá você vai precisar contratar um transporte particular ou uma agência de turismo, que cobraria cerca de $ 40.000 (~R$ 53) por pessoa, fazendo o transporte em uma van.  O valor acima é o valor da entrada. Vou acrescentar esse passeio nas minhas contas finais, mas não é um passeio que todos gostariam de fazer.

Conclusão

Considerando tudo isso que foi dito, para essa viagem de baixo custo fictícia, de sete dias, eu gastaria, individualmente, R$ 993 (não incluindo passagens aéreas). Para uma viagem em casal, eu gastaria R$ 1925.

Mas é preciso deixar claro: esse é um valor médio, com base no que podemos chamar “básico” de uma viagem para cá. Você pode gastar menos ou mais dependendo de quantos dias vai ficar, dos passeios que quer fazer, de onde vai se hospedar, do que pretende comer, se der sorte de encontrar entrada gratuita para alguns lugares como os museus, etc. Algo muito importante: os valores também dependem muito da temporada. Durante a alta temporada, a procura é maior e, portanto, o valor de tudo na cidade costuma ser mais alto. Então, se pretende economizar, uma boa dica é viajar fora dos meses de temporada alta.

Espero ter ajudado a todos que me fizeram essa pergunta, de quanto mais ou menos poderiam gastar em uma viagem de baixo custo para Cartagena. Abaixo, deixo alguns links de postagens feitas aqui ou no Nossa América Latina sobre Cartagena, caso vocês tenham interesse em ler.

Boa viagem para vocês!


Links sobre Cartagena:

10 perguntas e respostas definitivas sobre viajar para Cartagena de Indias

Playa Blanca 

Os Grafites de Getsemaní #1

Os Grafites de Getsemaní #2

Blog com dicas sobre o que fazer em Cartagena

Blog sobre Cartagena

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s