Como fazer o visto de residente para morar na Colômbia – Renovar o visto Mercosul

passaporte

Leia mais: Como tirar o visto Mercosul para morar na Colômbia

Leia mais: Opções para renovar o visto Mercosul

Tenho recebido algmas visitas nas duas postagens que fiz sobre o visto para morar na Colômbia, então resolvi compartilhar minha experiência sobre como foi fazer o visto de residente, porque sei que não há muitas informações sobre o assunto.

O visto de residente é oferecido para quem já possui um visto temporário (pode ser o visto Mercosul, um visto de trabalho, etc.). Então se você vai solicitar um primeiro visto para morar na Colômbia não poderá ser o de residente. Caso você não venha morar aqui com um visto de trabalho, você pode solicitar o visto Mercosul. Eu expliquei AQUI como fazer para solicitar o visto Mercosul no Brasil.

Após os dois anos de validade do visto Mercosul é preciso renová-lo. Como eu expliquei AQUI, a renovação não é necessariamente manter-se com o mesmo visto, na verdade, você precisará solicitar o de residente ou se você está casado (a) ou em uma união estável com um colombiano (a), também poderá pedir o visto de cônjuge.

Minha intenção inicial era solicitar o visto de cônjuge, por ser um pouco menos burocrático e bem mais barato que o de residente. Por questões burocráticas de documentos do Brasil, que iriam me atrasar a realizar o processo, não foi possível, então fiz o visto de residente mesmo. O visto de residente tem duração de 5 anos. Vou contar aqui como foi o processo de fazer o visto de residente, estando na Colômbia.

Em primeiro lugar e muito importante: faça o processo de solicitação do novo visto com 30 dias de antecedência do vencimento do seu visto atual. É o recomendado pela Cancillería e apesar de não levar todo esse tempo para ficar pronto, é preciso garantir que haja tempo para resolver algum possível problema que possa surgir. Meu visto Mercosul vence no dia 1 de setembro, eu dei entrada na solicitação do visto de residente no dia 28 de julho. Nessa data eu já estava com todos os documentos necessários em mãos, que solicitei alguns dias antes. Vamos, então, ao passo a passo de como solicitar o visto de residente.

Documentos necessários

Antes de tudo, organize os documentos necessários para fazer a solicitação. Os que eu precisei foram:

  • Cópia da página principal do passaporte, onde contém todas as informações.
  • Cópia da página do passaporte onde está o último carimbo de saída e entrada da Colômbia
  • Cópia da página do passaporte onde consta o último visto colombiano (no meu caso, o visto Mercosul)
  • Certificado de antecedentes penais, expedido pela autoridade colombiana (vou explicar abaixo como conseguir)
  • Certificado de movimento migratório expedido pela Unidad Administrativa Especial Migración Colombia, que tenha sido expedido em no máximo 3 meses (vou explicar abaixo como conseguir)
  • Cópia da cédula de extranjería
  • Documento que comprove ocupação ou fonte de ingresso

Esses foram os documentos que eu apresentei, fazendo a solicitação do visto aqui na Colômbia mesmo. Se você vai fazer a solicitação estando em outro país (que não seja Colômbia nem Brasil), deverá apresentar algo que comprove que sua permanência nesse país é legal e autorizada. Se você for solicitar o visto por meio de outra pessoa (talvez você não possa estar pessoalmente para fazer todo o trâmite), deverá apresentar um documento que outorgue o poder a essa pessoa, seria como uma procuração. Para solicitar o visto, seu passaporte tem que ter no mínimo 180 dias de validade e ter pelo menos duas páginas em branco. Além desses documentos, eu apresentei também a versão eletrônica do visto Mercosul, que foi enviada para mim por e-mail no momento em que eu fiz esse visto. Não constava na lista de documentos necessários, mas eu gosto de ser precavida e por isso enviei também.

Para solicitar os documentos

Para solicitar o certificado de antecedentes penais é muito fácil, basta entrar na página Policía Nacional de Colombia, informar seu número de cédula e será expedido um certificado com seus antecedentes. Não precisa legalizar em lugar nenhum, nada disso, basta esse documento que é fornecido pelo site da polícia. Salve ele em PDF e está tudo certo.

Para solicitar o certificado de movimentos migratórios, você precisará ir pessoalmente a uma Unidad Administrativa Especial Migración Colombia. AQUI nesse site você encontra mais informações. Mas para pedir esse documento você precisa apresentar sua cédula de extranjería e o seu passaporte. No meu caso, me perguntaram o motivo da solicitação e eu informei que era para a renovação do visto. O custo desse certificado é de $ 53.000. Como eu fiz? Agendei pela internet uma data e hora para ir na Migración Colombia fazer esse procedimento. Você pode ir sem agendar e será atendido por ordem de chegada, mas eu recomendo que faça o agendamento, isso me economizou muito tempo, pois quando cheguei havia muitas pessoas esperando para serem atendidas e se eu tivesse que esperar também, demoraria no mínimo 3 horas. Cheguei lá meia hora antes, esperei para ser atendida e o procedimento todo levou mais ou menos meia hora. Não sei como é em outras cidades, acredito que seja o mesmo procedimento que aqui em Cartagena. Aqui eu tinha a opção de pagar com o cartão ou boleto bancário. Optei por pagar com o cartão e o documento me foi entregue no mesmo momento que estava ali. Se fosse por boleto, eles me entregariam o papel para pagar no banco e voltar ali com o comprovante, somente após isso poderia pegar o certificado. Esse processo pode ser mais demorado porque nada garante que você tornará a ser atendido no mesmo dia, após pagar o boleto. Provavelmente terá que agendar outro atendimento para isso.

O documento que comprove fonte de ingresso ou ocupação você pode solicitar no lugar onde trabalha. No meu caso foi um pouco diferente, porque eu não estou empregada em nenhuma empresa aqui na Colômbia, trabalho como autônoma e freelancer para empresas no Brasil, então tive que fazer uma declaração juramentada informando qual é o meu trabalho e o quanto de renda eu recebo por mês. Para fazer isso eu fui a um cartório (notaría). Eu havia levado uma declaração que eu mesma fiz e pensei que iria até lá só para reconhecimento de firma, mas foi ainda mais fácil do que isso, porque o próprio cartório tem um modelo pronto, no qual apenas incluem minhas informações. Feito o documento, eu assinei e eles carimbaram, tudo oficializado. Esse documento custou $ 13.700. Fiquei um pouco apreensiva sobre se ele seria aceito para o pedido do visto, mas felizmente deu tudo certo.

Enfim, com todos os documentos em mãos, é hora de solicitar o visto.

Para solicitar o visto residente você precisará entrar no site da Cancillería e fazer o procedimento on-line, como fez anteriormente para solicitar o visto temporário. É do mesmo jeito, o que muda é que na hora de preencher suas informações, você precisará informar sobre seu visto anterior. Após preencher os formulários e anexar todos os documentos, você precisará efetuar o pagamento de estudo do visto. Você pode escolher se quer pagar pela internet ou obter um boleto para pagar no banco. O valor do estudo do visto é de 52 dólares, o que correspondeu no momento a $ 166.000. Após solicitar o visto você tem 30 dias para pagar o valor do estudo.

Após o estudo pago, demorou cerca de 5 dias para eu receber um e-mail comunicando que a minha solicitação havia sido aprovada. Nesse caso, você tem 15 dias corridos para fazer o pagamento do visto. Caso não efetue o pagamento, terá que solicitar o visto novamente desde o começo, então não perca as datas! Assim que minha solicitação foi aprovada, efetuei o pagamento do visto. O visto de residente custa atualmente 391 dólares. Em pesos colombianos foi $ 1.247.000 (sim, caríssimo!). No dia seguinte ao pagamento recebi um e-mail me informando que meu visto já havia sido publicado e que eu poderia comparacer ao escritório de vistos, em Bogotá, para colar o visto no passaporte. Além disso, me enviaram a versão eletrônica do mesmo.

Todo esse procedimento, de solicitação do visto até ele ficar pronto demorou cerca de uma semana. Mais os dias que usei para solicitar os documentos necessários vamos colocar aí uns 10 dias para fazer tudo.

Após tudo isso, tive que ir a Bogotá para colar o visto no passaporte. Essa é uma coisa que acho ruim aqui na Colômbia, todos esses trâmites importantes estão centralizados em Bogotá. Na minha opinião deveria haver escritórios autorizados nas principais cidades, ou pelo menos por região, porque para quem não mora em Bogotá, além do gasto com o visto (que não é pouco), ainda  terá o gasto com a viagem (o que também não é pouco). Em Bogotá fui até a Oficina de Visas, o endereço será informado por e-mail quando você finalizar todo o procedimento. Esse escritório funciona das 7:30 ao meio-dia. Eu cheguei lá mais ou menos às 9:30 e fui atendida na mesma hora, tudo demorou no máximo 15 minutos. Apesar de ter sido rápido, não recomendo que cheguem lá às 11:30, por exemplo, porque não dá para saber se vai haver algum imprevisto e se você não mora em Bogotá, como eu, isso significa mais gastos para ficar na cidade por mais um dia.

Com o visto publicado, são 15 dias para ir a uma unidade de migração para registrar o visto e pedir a renovação da cédula de extranjería. Atenção para uma coisa: os 15 dias são contados a partir do momento em que seu visto foi publicado e você recebeu o e-mail com essa confirmação e não a partir do momento que você colou o visto no passaporte. Eu tive problema com isso, pois imaginei que por ter o visto Mercosul ainda valendo, eu poderia fazer todo esse trâmite de registro do visto dentro desse prazo (até vencer o visto Mercosul). Mas fui informada de que cada visto é independente, então os 15 dias valem independentemente de você ainda ter o outro visto valendo ou não. Infelizmente a Cancillería não oferece muitas informações (qualquer pessoa que já tentou fazer ou renovar o visto sabe bem disso) e não explica nada dessas coisas, a não ser na hora exata que você precisa saber ou quando já é tarde demais. Se você não registrar o visto dentro desse prazo precisará pagar uma multa que pode variar de $ 400.000 para mais. Para renovar a cédula de extranjería é como se você fosse fazer outra nova, então é preciso pagar o valor da cédula que atualmente está em $ 173.000.

Aqui eu tenho que fazer essa crítica, me desculpem. Quer dizer que na prática, nós temos 15 dias para ir até Bogotá colar o visto no passaporte e depois ir a uma unidade de migração para registro de visto e renovar a cédula. Para quem não mora em Bogotá isso implica em comprar passagens aéreas praticamente de um dia para o outro, o que, como sabemos é muito caro. Além da pouca informação sobre o que devemos realmente fazer, temos pouco tempo para fazer tudo.

Por isso espero que esse post seja útil para quem precisa renovar o visto Mercosul e vai fazer o visto de residente. De qualquer modo, recomendo sempre ir atrás de informações oficiais para confirmar tudo e/ou tirar dúvidas.

Boa sorte para vocês!

Anúncios

5 comentários sobre “Como fazer o visto de residente para morar na Colômbia – Renovar o visto Mercosul

  1. Pingback: Casamento civil com colombiano (a) #1 – casamento no Brasil |

  2. Excelente post! Uma dúvida. Após os dois anos do visto Mercosul podemos pedir o visto de residente, correto? Depois dos 5 anos do visto para residente precisa renovar neste mesmo período de tempo? Com o visto Mercosul posso comprar imóveis se tiver certeza que ficarei definitivo? Estou entre a Argentina e a Colômbia e ainda não tenho certeza pra onde vou, só sei que quero mudar, rsrs.
    Grato!

    • Oi, Gilson! Obrigada pela visita.
      Honestamente, eu ainda não sei o que precisa ser feito após o vencimento do visto de residente, mas acredito que sim, o mesmo visto seria renovado pelo mesmo período de tempo, porque para ter a cidadania me parece que é necessário mais de 15 anos. Mas ainda não pesquisei muito sobre isso. Se não foi o que você perguntou, fala aí que eu tento responder melhor… rs…

      Sobre comprar imóveis eu também não sei te responder com certeza, vou investigar isso pra fazer um novo post depois, mas pelo menos em Cartagena existem muitos estrangeiros que me parecem ter imóveis… mas até aí se está no nome deles ou não, eu não sei dizer. Acho que é possível, sim, mas não posso afirmar com certeza.

      Mudar é sempre bom! Qualquer escolha que você fizer vai ser uma experiência muito rica!

      Um abraço.

  3. Pingback: Como renovar o visto Mercosul |

  4. Pingback: Como tirar o visto Mercosul para morar na Colômbia |

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s