2016, ano de trevas!

Vim aqui fazer minha última falação desenfreada do ano.

Dezembro está aí, mas eu já estou com esse sentimento de fim de ano faz tempo. Não é que eu tenha grandes expectativas em relação a 2017, mas tenho essa impressão de que nada muito relevante pode acontecer no pouco do ano que resta. Posso estar enganada, afinal de contas, o ano ainda não acabou e 2016 tem sido um ano tão terrível que até no último segundo é possível acontecer alguma desgraça. Talvez por isso estou  com  certa impaciência para que o ano acabe.

É triste, né? Querer acelerar o tempo, que já passa tão depressa. Mas sei que vocês vão concordar comigo que esse ano já deu o que tinha que dar. Até mais do que tinha que dar, na verdade, poderia ter sido menos, beeeem menos. É curioso, porque na minha vida pessoal não aconteceu nada muito drástico. Alguns sustos comigo e com minha família, mas nada que caracterizasse esse ano como um ano ruim. Só que a nossa vida não é só o que a gente faz com nossos amigos e família, né, gente? Os acontecimentos sociais nos impactam bastante e todo esse cenário golpista e de crise no Brasil é realmente espantoso. Aqui na Colômbia, a onda conservadora mostrou mais as caras durante a votação do plebiscito do acordo de paz. Nos Estados Unidos ganhou pra presidente essa figura (pra não falar outras coisas) que é o Trump… aí ainda tem as guerras e pessoas morrendo nelas e tentando fugir delas, os acidentes, as catástrofes da natureza e a gente fala: O QUE QUE TÁ ACONTECENDO COM ESSE MUNDO NESSE ANO, SENHOR?

O medo é: e se tudo isso for só um aperitivo de 2017?  Porque, assim, pelo menos no cenário político, com o que temos hoje, não tenho muita esperança de que algo melhore. Será um período de muita luta e resistência para não perder mais direitos do que já temos perdido. Gente, força aí. De coração. A gente vai sobreviver. Vamos segurar na mão um do outro e sobreviver.

….

Para agregar notícias ruins ao ano de 2016 deixa eu contar pra vocês que fui assaltada aqui em Cartagena há algumas semanas. Foi mais um furto que um assalto, na verdade, já que eu não fui abordada. Duas pessoas em uma moto passaram e levaram minha bolsa. Logo que aconteceu meu sentimento foi de raiva e frustração, principalmente. Raiva pelo que aconteceu, obviamente, frustração por não conseguir fazer muita coisa a respeito. Para tentar fazer a denúncia na polícia fiquei andando igual barata tonta de um lado pro outro e não conseguir resolver. Minha maior preocupação em fazer uma denúncia era por causa da minha cédula de extranjería (meu RG de estrangeiro aqui), porque nunca se sabe o que podem falsificar. Não tinha nenhuma ilusão de que a polícia pegaria esses caras. No fim, tive que me contentar em fazer um registro de perda do documento, pelo site da polícia porque se eu fosse esperar pra conseguir fazer o registro de roubo pessoalmente, provavelmente estaria esperando até hoje. Tive que solicitar outra cédula e pagar por ela novamente, enfim, todo um estresse.

Não quero assustar ninguém que pretenda vir conhecer Cartagena. Isso poderia ter acontecido comigo em qualquer lugar do mundo.  Então não desanime de viajar pra cá por causa desse relato. O certo seria ter segurança na cidade toda, mas a gente sabe que não é assim. Cartagena padece do mal de todas as cidades turísticas: apenas a área turística recebe investimento, o resto que se dane.

….

Mas não tem nada de bom nesse ano? Nada pra agradecer? Tem, gente, claro que tem. Se você está vivo, saudável, não passa fome, já tem aí um monte de coisa pra agradecer. Se você conseguiu começar coisas novas e se sente motivado com elas, oh aí mais uma coisa para comemorar e agradecer. Mas, sério, tem que ter o espírito muito elevado para não se alterar diante das coisas ruins. Eu infelizmente não sou uma dessas pessoas e por isso fiz esse post de reclamação. Me deixem reclamar.

Mas vou dar um final quase feliz, pra gente lembrar que coisas legais acontecem.

Lembram da história do cachorro que eu comecei AQUI e continuei AQUI? Se você não leu, vai lá ler, porque se eu repetir aqui vou demorar muito. Bem, ficamos observando o cachorro e vimos que ele melhorou. O tumor da cara dele sumiu e nem machucado ele tem. Todos os dias que passo na esquina procuro por ele e vejo que ele está bem, então fico feliz. Sempre que paro para fazer carinho nele, ele fica todo contente e eu falo pra ele que um dia ele vai ter uma casa pra morar, aí ele fica mais contente ainda. Infelizmente, aqui onde eu moro atualmente é impossível, mas quem sabe, se eu mudar de casa para um lugar maior… até lá, estamos monitorando ele, pra ver se está bem e tudo mais. Descobrimos que ele tem uma namoradinha. É uma cachorrinha que está sempre com ele. Essa informação só deixou tudo mais complexo, porque se eu chegar a adotar ele, não vou ter coragem de separá-lo da namoradinha, então teria que adotar os dois. Definitivamente, preciso de uma casa grande.

Para a lista de notícias legais entra o fato de que consegui colocar em prática alguns projetos pessoais que havia proposto a mim mesma no final do ano passado. Por exemplo, conseguir ler mais livros que em 2015 era um desses pequenos projetos. Vocês têm acompanhado minha caminhada literária desse ano. Se eu me animar, farei uma lista de livros lidos esse ano e alguns desafios literários pra 2017. Também consegui ser um pouco mais frequente aqui no blog, que foi outro pequeno projeto, mas um grande desafio, porque achar tempo para isso não é tão fácil. Contei pra vocês AQUI e em diversos outros momentos que escrever é um exercício pra mim, então me manter frequente aqui é me manter exercitando minha mente, minhas ideias e isso é muito bom. Espero conseguir continuar assim no próximo ano.

….

Por falar em blog, como eu disse lá no início, essa é a última falação desenfreada do ano. Se eu conseguir tempo, pretendo publicar mais alguma coisa até o fim de dezembro e depois farei uma pequena pausa até janeiro do ano que vem, mas avisarei aqui. Pelo menos por aqui 2016 não foi um ano de trevas. Conheci gente nova por causa do blog, consegui escrever sobre temas que me incomodavam, enchi o saco de vocês falando das séries que estou vendo, descobri que algumas postagens foram úteis para certas pessoas e tudo isso é muito, muito bom.

Vamos torcer para as previsões de coisas ruins não sejam concretizadas em 2017, ou que pelo menos aconteçam coisas boas na mesma proporção, pra balancear isso aí.

Até a próxima! =)

 

 

 

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s