Tudo igual, mas diferente

Faz mais de um mês desde minha última publicação aqui. Resolvi sumir um pouco. Precisei sumir. Tanta coisa aconteceu nesse último mês! O acontecimento mais exaustivo, sem dúvidas, foi o processo eleitoral. Sei que muitos de vocês também se sentiram assim, cansados emocional e psicologicamente. Até um cansaço físico bateu, seja pelas atividades de quem…

Comentários aleatórios sobre o que estamos vivendo

Semana passada eu deveria ter escrito e publicado aqui sobre o livro Cartas Para a Minha Mãe, seguindo com os comentários sobre meu desafio literário desse ano. Mas não consegui escrever. Alguém conseguiu fazer alguma coisa a não ser pensar obcecadamente no domingo das eleições? Sim, a gente vai vivendo, mas com esse sentimento de…

Papos aleatórios + Sebinho Sarices

Oi, pessoas! Tem um tempinho que não venho falar aleatoriamente, então resolvi fazer isso hoje. Na verdade, esses dias ando meio desanimada para escrever qualquer coisa por aqui e soma-se a isso a eterna falta de tempo, é um combo perfeito. O desânimo vem de um monte de questões pessoais que estou tentando colocar em…

“É preciso estar atento e forte”

Oi, pessoas. Eu tinha preparado outro assunto para publicar essa semana aqui no blog, mas diante dos últimos acontecimentos sinto que qualquer tema é meio sem sentido, afinal, o mundo está caindo lá fora. Está literalmente queimando e não consigo simplesmente ignorar. Gostaria de ter alguma coisa para falar, mas não tenho. O único que…

Bob

Ele chegou há quase um mês. Um cachorrinho lindo que ganhou o nome de Bob. Bem nome antigo de cachorro, não? Minha mãe que escolheu, se lembrando de outro cachorro Bob de muitos e muitos anos atrás. Ele estava perambulando pela rua há vários dias, andava para lá e para cá, com cara de triste…

A vida é movimento

E se eu pudesse especificar um pouco mais, diria que é como o movimento do mar. Por mais que a gente tente ficar ali em pé, parado, somos forçados a nos mexer. Às vezes é um movimento muito tranquilo, outras vezes é meio atordoante. Em certos momentos nem adianta você saber nadar, será levado com…

Saúde mental na universidade – mestrado

  Oi, pessoal! Essa é a terceira e última parte contando minha experiência na vida acadêmica, relacionada à saúde emocional. Para ler a primeira parte clique aqui e para ler a segunda clique aqui. O texto está um pouco longo, já agradeço a paciência de quem ler tudo até o final. =) …. Quando entrei…

Saúde mental na universidade – graduação

Oi, gente! Essa é a segunda parte contando minha experiência na vida acadêmica, relacionada à saúde emocional. Para ver a primeira, clique AQUI. Aviso de texto grande, obrigada pela paciência em ler. … Lembro muito bem do meu primeiro dia de aula na graduação. A matéria era Leitura e Interpretação de Textos Clássicos, obrigatória no…

Saúde mental na universidade

  Faz tempo que quero escrever sobre esse assunto, provavelmente desde antes de terminar meu mestrado, em 2014. Demorei por muitos motivos, inclusive falta de tempo, mas talvez uma das razões mais importantes seja porque, por ter sido uma experiência tão recente naquela época, eu não conseguia organizá-la coerentemente nem para mim mesma. Com um…

Prioridades

Tenho certeza de que na maioria das vezes em que dizemos que não temos tempo, na verdade, só estamos dando uma desculpa para mostrar que determinada coisa, ação ou pessoa não é nossa prioridade no momento. “Não tenho tempo para fazer exercícios físicos”. Hum, mas tem uma hora para ficar vendo os feeds das redes…

Quando faltam as palavras

Diante de tudo o que aconteceu nos últimos dias, o assassinato violento e covarde da vereadora do Rio, Marielle Franco, e depois de toda a tentativa de desmoralizar sua vida, sua história e sua luta, eu simplesmente fiquei sem palavras. Vejam bem, não é que não há nada a ser dito, pelo contrário! Mas sabem…

Não é “só um cachorro”

Existem coisas que só quem convive com animais consegue entender. Sentimentos como amor, cumplicidade, amizade, carinho e a fidelidade que encontramos com eles. São sentimentos muito sinceros, às vezes mais sinceros que em relações com outros humanos. Tanto tempo de convivência transforma esses animaizinhos em parte da família mesmo. Antes de a Baleia chegar na…